Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Aviação Portuguesa - Blogue

A todos os mecânicos de avião do mundo... Ao meu curso: Novembro de 1953

Aviação Portuguesa - Blogue

A todos os mecânicos de avião do mundo... Ao meu curso: Novembro de 1953

Como funciona um turbojato

Acreditem ou não, com cerca de dez anos de idade eu sabia que era o hélice que fazia o avião voar. Meados da década de 40 do Século XX, finais da Segunda Guerra, interior da Beira Litoral.

Não me perguntem como. Não sei se de algum texto da 4ª. Classe, se das revistas da propaganda lá em casa do tempo da guerra.

Do que eu me lembro, e bem, de facto, foi de tentar fazer voar um avião com hélice e de não ter conseguido.

Estava em Vila Nova de Gaia, em 1952, a dois meses de ingressar na FAP, com aviões a bailar na cabeça, observei para o meu patrão:

- Como é que um motor de jacto faz voar um avião se não tem hélice?

O meu patrão não fazia a menor ideia, tentou uma explicação parola, não disse nada de aproveitável, ficámos assim.

Aprendi no ano seguinte. Mas ficou um rabinho: É que ao contrário do que muita gente acredita não é o impacto dos gases do escape na atmosfera à saída do motor que faz o avião deslocar-se em sentido contrário… o que faz um motor (avião), deslocar-se num sentido, é a diferença de pressões entre a parte da frente e a parte de trás dentro da câmara de combustão.

Outra das que correm mundo há bastantes anos diz que os Irmãos Wright inventaram o avião. Não é bem assim: Os Irmãos Wright "inventaram" um motor com suficiente potencia para movimentar um hélice capaz de fazer um avião levantar do chão. Mesmo assim com a propriedade do plano inclinado… porque para descolar na vertical foram precisos mais 50 anos de progresso até encontrar um motor cuja relação peso/potência o permitisse.

Aniceto Carvalho